Seguros com Segurança.

Blog sobre seguros e coisas afins.

  • Página Principal
    Página Principal Aqui você pode encontrar todas as postagens do blog
  • Tags
    Tags Mostra uma lista de tags utilizadas no blog.

SEGURO SAÚDE: Quais os caminhos?

em em Seguros
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Increver-se para receber atualizações
  • Imprimir

Depois da criação da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) muita coisa mudou para melhor: foram estabelecidas regras de aumentos, os atendimentos foram ampliados e, o principal, houveram conquistas importantíssimas no âmbito dos direitos dos consumidores de seguro saúde. Maravilha!
Seguro Saúde
Mas isso tudo teve seu preço. O Estado se distanciou de uma de suas funções básicas, que é a de proporcionar o atendimento de saúde a seus cidadãos, e transferiu para a iniciativa privada. Nada demais, bastante normal. Fazendo um correlato, as estradas com pedágio são melhores que aquelas administradas pelo governo, não é mesmo? Com a saúde não foi diferente. Entretanto, na tentativa de proteger os direitos do cidadão, a influência do Estado na condução dos negócios de saúde gerou um afunilamento das opções, dificultando para alguns e impossibilitando para outros. 



Explico: a maioria das seguradoras de ponta deixou de comercializar o seguro individual. Porque? Excesso de regras, engessamento, risco de prejuízos, perda do controle do negócio. Estas seguradoras, que fornecem os melhores serviços de atendimento de saúde, só comercializam planos empresariais.  É impressionante mas é verdade. O medo de ter prejuízos com a regulamentação excessiva do produto individual fez com que estas empresas desistissem de uma fatia enorme do mercado! Elas preferiram ter o negócio em suas próprias mãos, somente comercializando assim planos empresariais, aonde a ANS pouco regulamenta.

 

Mas isso também está mudando...


Com a recente resolução da ANS (Resolução Normativa nº 309), os contratos empresariais com menos de 30 vidas terão seus aumentos limitados ao resultado de toda a carteira da seguradora relativa a estes contratos. Anteriormente cada contrato poderia ter um aumento específico, gerando distorções e surpresas desagradáveis. Agora há mais equilíbrio. 

Em havendo regras mais claras, as seguradoras começam a apresentar opções interessantes. Uma delas é a redução do número mínimo de vidas para se contratar o seguro empresarial. Hoje em dia, a grande maioria das seguradoras já aceita um seguro saúde empresarial com apenas 3 vidas. Isto vem beneficiar uma gama enorme de pequenos empresários e os mais recente MEIs (Micro Empreendedor Individual).  Ou seja, tomando por exemplo um  MEI (Micro Empreendedor Individual), que seja casado e tenha um funcionário, ele pode contratar um seguro saúde de uma das melhores seguradoras do mercado, incluindo ele, a esposa e o funcionário! Basta estar regularizado.

Outras opções que também são interessantes são os planos regionalizados - que atendem apenas à regiões específicas -  e ainda os seguros dos chamados grandes riscos, que cobrem apenas as internações e cirurgias (ainda incipiente este tipo de produto, mas com grandes chances de crescer nos próximos anos).

Estamos sempre atentos com as mudanças do mercado com a intenção de lhe oferecer o melhor produto às suas necessidades. Consulte-nos sempre.

 

Avaliação média de Indústria do Seguro são 5 Estrelas de 5 estrelas - Baseado em 142 Avaliações
Incluir Depoimento
SUSEP :10.0302767   |   Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  |   Procon-RJ
Seguro de Carro Seguro de Moto Seguro de Caminhão Seguro Empresarial Seguro de Condomínio
Seguro de Casas e Apartamentos Seguro Aluguel Seguro de Vida Seguro Saúde Seguro Odontológico
Seguro de Transportes Seguro Viagem Seguro de Equipamentos Seguro de Acidentes Pessoais Seguro Garantia
Seguro de Responsabilidade Civil Previdência Privada Seguro de Estagiários Outros Seguros